Modelo de compra de estacionamento verde de Umeå (Suécia)

Por News Editor / Atualizado: 28 Jan 2015

A densificação e expansão de zonas urbanas centrais requerem soluções de mobilidade inteligentes para gerir situações de tráfego, criando ao mesmo tempo ambientes urbanos atrativos. Para esse efeito, Umeå está a trabalhar em conjunto com os proprietários imobiliários para encontrar formas de estes assumirem responsabilidade pelo transporte pendular além da mera oferta de infraestruturas de estacionamento.

Uma colaboração única entre o município, a empresa de estacionamento municipal e o proprietário imobiliário Balticgruppen testa uma nova abordagem para estimular padrões de deslocação sustentáveis. O seu objetivo consiste em reduzir as deslocações de automóvel dos trabalhadores, aperfeiçoando o sistema existente de «Compra de Estacionamento» e complementando com um elemento «verde» adicional.

Context 

A população de Umeå duplicou nos últimos 50 anos para 118 000 habitantes,  o que faz dela uma das cidades europeias com um crescimento mais acelerado, numa região de resto escassamente povoada. O tráfego rodoviário na cidade está a ter um impacto negativo na qualidade do ar. O município, em colaboração com várias organizações nacionais, desenvolveu, por isso, um plano para reduzir o tráfego rodoviário e as emissões atmosféricas, bem como para redistribuir o fluxo de tráfego.

O Plano de Mobilidade Urbana Sustentável (PMUS) de Umeå foi adotado em 2011 e, em conjunto com a sua estratégia de estacionamento, salienta o aperfeiçoamento do sistema existente de Compra de Estacionamento em Umeå. Este sistema permite aos proprietários e promotores imobiliários comprarem lugares de estacionamento à empresa de estacionamento municipal, em vez de terem de os construir. Ao mesmo tempo que isto representa uma poupança para os promotores, é também um modelo que permite gerir o tráfego e melhorar a eficiência e o controlo da expansão do estacionamento na cidade, sem custos adicionais para o município.

In action 

Atualmente, os promotores imobiliários em Umeå têm de disponibilizar um determinado número de lugares de estacionamento de automóveis para obterem uma licença de construção para o respetivo local. Ao abrigo do sistema único de «Compra de Estacionamento Verde», Umeå permite aos promotores construírem menos 40 por cento de lugares de estacionamento em troca de um compromisso para alterar os hábitos de transporte dos locatários e reduzir a utilização que estes fazem do automóvel em 40 por cento.

Em fevereiro de 2012 foi assinado um acordo entre um proprietário e promotor imobiliário local, a Balticgruppen AB, e a cidade relativamente a uma medida de Compra de Estacionamento Verde a ser testada em Forsete - um empreendimento urbano novo de 60 000 m2 que, quando concluído, incluirá escritórios, lojas e habitações. O acordo identifica o compromisso da cidade e do proprietário imobiliário no sentido de incentivar padrões de deslocação sustentáveis entre os trabalhadores sediados na propriedade. O compromisso da cidade e da empresa de estacionamento municipal consiste em:

  • Afastar-se das normas de construção existentes e permitir que o Balticgruppen AB construa menos 40 por cento de lugares de estacionamento de automóveis no seu novo empreendimento;
  • Gerir um fundo de transportes públicos.

O compromisso do proprietário imobiliário consiste em:

  • Contribuir para um fundo de transportes públicos que permitirá incentivar os trabalhadores a utilizarem transportes públicos. O fundo garante um desconto de 20 por cento em bilhetes mensais de transportes públicos por um período de 25 anos;
  • Disponibilizar infraestruturas de estacionamento extraordinárias para ciclistas. Por exemplo, garagens aquecidas, combinadas com centros de reparação de bicicletas e vestiários;
  • Disponibilizar um sistema de partilha de automóveis no local, quer se trate de um sistema privado ou de uma alternativa comercial;
  • Desenvolver um plano de comunicação para promover as novas formas de mobilidade urbana sustentável. O proprietário imobiliário ou os locatários (empregadores) especificam que atividades de comunicação serão realizadas, por quem, quando, através de que canais e como será feita a monitorização de todo o processo.
Results 

A avaliação do projeto-piloto de Compra de Estacionamento Verde, que decorre até 2015, é composta por três partes:  

  1. a medição de uma base de referência;
  2. o cálculo do pleno potencial da Compra de Estacionamento Verde com possíveis resultados; e
  3. uma medição final dos resultados depois de terem sido realizadas todas as ações no local-piloto.

As partes um e dois estão concluídas, a terceira está ainda para acontecer.

O cálculo de possíveis resultados mostra que o proprietário pode poupar até 10 por cento dos custos de compra de lugares de estacionamento, o que corresponde a cerca de 13 500 EUR por local. Para calcular o pleno potencial do acordo de Compra de Estacionamento Verde, foi desenvolvido um modelo de avaliação, em conjunto com a consultora de tráfego Trivector Traffic. Os cálculos do modelo têm por base os efeitos conhecidos da Compra de Estacionamento Verde, as condições locais, os padrões de deslocação e os aspetos comportamentais.

Os resultados da execução do modelo incluem alterações na repartição modal para os trabalhadores que exercem funções nas instalações e uma redução das emissões de CO2 e do consumo de energia. O modelo pode ser utilizado como uma ferramenta de previsão para estimar o potencial da Compra de Estacionamento Verde para uma propriedade em particular e para avaliar os resultados efetivos.

O resultado da execução do modelo para Forsete revelou que uma implementação integral do «pacote verde» tem o potencial de criar uma mudança de 41 por cento da utilização do automóvel particular para a utilização conjunta de automóveis. Atualmente, o número exato de trabalhadores que exercerá funções no empreendimento ainda é incerto, pelo qual é difícil obter valores exatos. Contudo, os resultados demostram que o principal objetivo do acordo de Compra de Estacionamento Verde, reduzir as deslocações de automóvel em 40 por cento, é um objetivo realista.

Elin Pietroni da Câmara Municipal de Umeå considera que os potenciais resultados são promissores: «É uma grande vantagem adotar uma abordagem holística e desenvolver um pacote de medidas verdes para uma propriedade», diz. «As ações individuais ou a distinção entre investimentos em infraestruturas e medidas relativas a aspetos comportamentais não proporcionam a mesma oportunidade.» 

Challenges, opportunities and transferability 

O sistema de Compra de Estacionamento Verde é vantajoso para ambas as partes. A propriedade ganha uma imagem de marca moderna e obtém incentivos para promover a mobilidade urbana sustentável, ao mesmo tempo que o município beneficia do crescimento de uma cidade sustentável e de uma redução da dependência do automóvel entre os trabalhadores.

«É necessário tempo e empenho de todas as partes que trabalham com o modelo para que este tenha êxito», afirma Pietroni. «Mas a comunicação do proprietário imobiliário com os locatários é essencial, como, por exemplo, a promoção da propriedade como detentora de um perfil "verde", o fornecimento de informações regulares, bem como a realização de campanhas e eventos sobre mobilidade sustentável. Aqui podem incluir-se palestras, concursos e oportunidades para os trabalhadores da propriedade testarem novas alternativas sustentáveis de transporte.»

Pietroni acrescenta que é igualmente importante que o proprietário aja por interesse genuíno no tema e não apenas motivado por uma poupança económica. O montante que pode ser poupado depende do grau de investimento do proprietário em alternativas de transporte sustentáveis; a cidade estima que a Compra de Estacionamento Verde possa representar uma poupança de até 10 por cento nos custos totais de estacionamento. Os proprietários com projetos de maior dimensão ou com múltiplos projetos terão mais a ganhar em termos de economia de escala.

Umeå está também a debater-se com a legislação fiscal sueca existente. O fundo de transportes públicos que concede incentivos para que os trabalhadores pendulares utilizem transportes públicos e infraestruturas de estacionamento sustentável destinadas a trabalhadores é considerado um benefício tributável. Umeå e a empresa de estacionamento municipal apresentaram a questão à administração fiscal sueca e estão atualmente a aguardar um veredito.

Topic: 
Urban mobility planning
Traffic and demand management
Region: 
Northern Europe
Country: 
Sweden
City: 
Umeå
Contact: 
Elin Pietroni
Author: 
Jan-Willem Van Der Pas
22 Oct 2014
28 Jan 2015